terça-feira, 12 de janeiro de 2021

The Chase (Elle Kennedy)

Eu estava bem animada para começar Briar U, nome dessa série de livros, uma vez que recentemente li outra série da mesma autora (que se passa exatamente nesse mesmo universo, bem uma vibe Abbi Glines com Rosemary Beach), Off-Campus (Amores Improváveis, no Brasil). A escrita da autora é mega clichê, mas de um jeito bom. O livro em questão, The Chase, estava de graça na Amazon um tempo atrás pela loja kindle e eu aproveitei e baixei. Queria uma leitura leve, divertida e clichê e, de fato, achei tudo isso... mas ao mesmo tempo achei a história muito lenta e cansativa. Sério, eu torci para todo mundo nesse livro, menos para o casal principal. Mas calma, eu vou explicar isso melhor. No geral, o livro ficou com três estrelas. Seriam apenas duas, mas a personagem principal é tão maravilhosa que ela (sozinha) ganhou mais uma estrela para o livro (hehe). Importante lembrar que estamos falando de um livro com conteúdo adulto aqui. Além disso, ele também trata de assuntos sérios e delicados (de uma maneira inteligente) e, por isso, preciso avisar sobre gatilhos quando o assunto é abuso. Ok. Explicações feitas, vamos seguir em frente.

Summer havia sido convidada a se retirar de sua faculdade (uma das melhores do país) após um pequeno acidente na república em que morava. Ela sabia que tudo aquilo era um grande exagero, mas, ao mesmo tempo, ela também sabia da fama que tinha e, por isso, acabou sendo transferida para outra faculdade, a Briar. Um lugar tão bom quanto o que ela antes estudava, mas isso significava que ela teria que passar por muitas aulas novas, conhecer pessoas novas e tudo novo... de novo. Para complicar um pouco mais, a república em que ela moraria na faculdade a recusou, após o que aconteceu com ela, e ela não tinha nem mesmo um lugar para morar. Por sortem ou não, o irmão mais velho dela havia acabado de se formar na mesma faculdade e era quase que uma lenda do esporte por lá. Ele tinha muitos contatos, inclusive alguns dos quais Summer queria manter distância.


"Uma mulher não é definida por quem namora, mas por 

suas conquistas (...)" - Página 8 (Tradução Livre)


Fitz era um atleta fora dos padrões da faculdade. Ele gostava de jogar, de verdade, mas era um grande nerd na verdade e seu maior sonho era longe do gelo. Ele queria e sabia muito bem programar vídeo games fantásticos. Além disso tudo, ele era também o tormento dos sonhos de Summer. Desde que ela havia conhecido ele, alguns meses antes da mudança, ela se sentia muito atraída por todo aquele mistério e charme em forma de atleta, mas por conta de um grande desentendimento durante uma festa de ano novo, ela acredita que não teria chance alguma com ele. O que nenhum dos dois imaginava, era que o irmão de Summer havia resolvido o problema de falta de um lar para ela... ela iria morar na antiga república de faculdade dele. Que por um acaso, não tão acaso assim, era exatamente o mesmo lugar em que Fitz morava.


"(...) Você quer um cara que grita de cima de um prédio 

o quão sortudo ele é por ter você." - Página 207 (Tradução Livre)


Ok, podemos começar falando que Summer é simplesmente uma personagem fantástica. Ela me surpreendeu demais durante todo o livro e muitas vezes me vi pensando coisas como "é isso aí, garota". O livro é altamente feminista e eu queria abraçá-lo por isso, mas não é nada forçado ou simplesmente querendo aparecer em cima de uma causa. É algo natural, afinal, estamos falando de personagens fortes e mulheres incríveis aqui. Ué, mas Izabela, se é tão fantástico assim, como que só ficou com três estrelas? Simples. Vocês só me viram elogiando a Summer ali. Fitz é um personagem que, por mim, nem existiria no livro. Sério, zero química com esse casal e eu passei mais da metade do livro torcendo contra eles (hehe). O menino é enrolado demais, obtuso demais e não sabe se comunicar. Guardem isso para vida: comunicação é a chave da vida.


Toda a vida acadêmica de Summer (que lida com um transtorno do déficit de atenção) é muito mais legal do que todo o drama e enrolação do Fitz. Chegou na metade do livro e eu já estava torcendo para a personagem principal acabar solteira ou, simplesmente, se apaixonar por qualquer outra pessoa. Claro, no final do livro (bem final mesmo) as coisas foram se resolvendo e eles ficaram fofos juntos (blá blá blá), mas isso demorou quase trezentas páginas e... sem tempo para isso. 

Como comentei, o livro trata de alguns assuntos mais sérios, como abuso. No caso, o abuso é físico, psicológico e de poder. Ou seja, aviso de gatilho. Não é spoiler, pois está na sinopse (pelo menos na em inglês) que o caso é com um dos professores, ou seja, fica aqui o detalhe do que pode ser gatilho para alguém. No mais, é um livro muito bom se ignoramos a existência de Fitz. Fiquei curiosa para ler o resto, mas só vou ler se achar alguma promoção no kindle, não pretendo comprar físico como fiz com a outra série da autora. Um bônus legal é que não tem draminha forçado para separar o casal principal... mas isso só porque eles enrolaram tanto para dar certo que nem daria tempo (hahahahelp). Para quem quiser, temos o vlog de leitura desse livro no canal.


The Chase (Briar U #1)
Autora: Elle Kennedy
Editora: Amazon Kindle
Páginas: 378
Skoob do Livro.
Meu Skoob.

Nenhum comentário:

Postar um comentário