segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Na Estante: Play (Stage Dive #2)


Eu já tinha lido outro livro da autora e gostado muito. No caso, eu li Lick, que faz parte da mesma série desse livro aqui (a série Stage Dive). A história tinha me conquistado e eu tinha amado os personagens principais e os secundários também. Foi exatamente por isso que fiquei tão animada para ler Play, porque o personagem principal dele já tinha aparecido em Lick e tinha chamado muito a minha atenção (cheguei a comentar isso na resenha). Toda a leveza que ele tinha levado para o outro livro fazer parte desse, que é todinho dele. Mesmo sendo uma série, esse livro pode ser lido independente do outro, o único "problema" é que tiraria a graça de ler o outro depois, mas não existem spoilers que estragariam tudo. O livro ficou com cinco lindas estrelinhas e um coração de favorito lá no meu skoob. Vale contar para vocês (e só para vocês, rs) que eu perdi totalmente a dignidade lendo esse livro, sério. Comecei a ler às três da manhã (ideia tola, eu sei) e só fui parar às cinco e pouco, quando acabei a última página. Eu não consegui parar, a história me prendeu de um jeito inexplicável. É exatamente por isso que acho que vocês devem ler a resenha até o final e, depois, ler o livro também. Vamos lá!

Anne sempre foi muito fã da banda de rock Stage Dive. Quando era mais nova, suas paredes eram lotadas de imagens de todos os integrantes da banda, principalmente de Mal, o baterista. O problema é que sua mãe entrou em uma forte depressão e ela acabou tendo que crescer um pouco mais rápido para poder cuidar da irmã mais nova, exatamente por isso a parede e todo o amor pela banda foi ficando de lado. Ela estava se dando relativamente bem na vida, tinha um emprego e cuidava da sua irmã que estava na faculdade, o que ela não esperava era que uma de suas melhores amigas, e colega de casa, a abandonaria uma semana antes do aluguel vencer e, para piorar, que ela faria isso levando tudo que ela tinham na casa sem nem avisar. Ela estava completamente acabada, até que sua vizinha, e também amiga, Lauren, a chamou para uma festa. Seria legal para tirar a cabeça dos problemas, pelo menos por uma noite. O que ela não esperava era que a festa seria na casa da melhor amiga de Lauren, que por um pequeno acaso da vida era casada com o vocalista da Stage Dive.

"O que era aquilo dos badboys? Alguém tinha que 
inventar uma cura." - Página 46

Anne estava tão para baixo que só se tocou que conheceria o vocalista de sua banda favorita quando o viu pessoalmente lá. O que ela nem imaginava, nem em sonhos, era que ela conheceria também Mal, o baterista mais sexy do planeta, e que ele estaria precisando, e muito, dela. Ele precisava de uma namorada de fachada e Anne era tudo que ele havia sonhado para isso. Ela precisava de um novo colega de casa e lá estava ele pronto para ajudá-la, tudo que ela precisava fazer era aceitar o pedido maluco dele. Anne ignorou todos os gritos lógicos em sua cabeça, afinal, ele haviam (literalmente) acabado de se conhecer e aceitou toda a brincadeira. O que nenhum dos dois havia pensado era que no meio disso tudo seria difícil demais deixar a relação como apenas uma fachada. A ligação havia sido instantânea e a atração era forte demais. Mas quem estamos enganando aqui, estamos falando do pegador e bateriasta Mal Ericson, será que isso daria certo?

"Esta é a resposta certa. Nós seremos o casal falso 
mais perfeito de todos os tempos, moranguinho." - Página 70

O que vou falar agora pode chocar algumas pessoas, então eu vou com calma, ok? Mal Ericson chegou bem perto do Travis Maddox (Belo Desastre) em meu coração. Ok, ainda com muita calma. Ele está do ladinho dos outros irmãos Maddox na minha listinha de favoritos. Ok, o choque já deve ter passado, ou não, rs. Eu já tinha me apaixonado por Mal em Lick, mas agora com um livro só dele tudo foi para outro nível. Ele é completamente maníaco e badboy clichê, mas eu amo tanto isso (haha). Sem esquecer que o senso de humor dele é algo genial, sério, quando eu não estava soltando longos suspiros eu estava passando mal de rir, de verdade. As falas dele sempre rendiam muito amor e risadas gostosas. Anne é uma personagem como, basicamente, todas as outras de new adults. Isso não é uma crítica, é um comentário. Ela vai crescendo pela história e, lá pela metade ela já se transforma em uma personagem bem mais forte e bem elaborada, gostei disso. Adorei rever os personagens de Lick e até mesmo conhecer mais alguns. Essa série está entrando para a listinha de favoritos e isso é só amor.

Toda a história do namoro falso e tudo mais gira em torno de um segredo que Mal guarda. Tudo é muito bem bolado, mas eu adivinhei o segredo assim que comecei o livro e, sim, estava certa. Isso não atrapalhou a leitura, mas tirou o fator surpresa que, acredito eu, teria feito eu gostar ainda mais da história (se é que isso é possível). Enfim, a autora está de parabéns e a editora também, por trazer o livro e a série para o Brasil. Se você gosta de new adults clichês, romance e muitas risadas esse livro é (definitivamente) para você. Não avisei antes, mas acredito que tenha ficado implícito, o livro é um new adult, ou seja, cenas para maiores de (pelo menos) dezesseis anos. Quem avisa, amiga é.

Play (Stage Dive #2)
Autora: Kylie Scott
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 320
Skoob do Livro.
Meu Skoob.

4 comentários:

  1. Ola,
    Adorei a resenha,estava em duvida se o livro seria bom mesmo,mas apos sua resenha tenho certeza que vai valer a pena.
    Obrigada pela dica.

    http://namorandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba! Fico muito feliz que tenha gostado, xuxu!! =)
      Sempre que precisar! <3

      Excluir
  2. Ola, eu já falei que amo demais suas resenhas então eu amo, então eu tambem eu fanática pelos Maddox amo tipo muito cada um. Acebei de terminar Play e Mal super conseguiu o espaço dele dentro de mim como amo ele kkkkk Acho incrivel ja é o terceiro livro que leio e vejo logo em seguida vejo a resenha no blog amo isso demais <3 <3 <3 <3.
    Obs: Sou tão louca quanto vc pelo Trav amo aquele homem demais kkk
    bjsss adoro seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba! Fico muito feliz que goste, xuxu! ♥
      Os Maddox são realmente demais. ^^
      Isso é demais e fico feliz que tenha acontecido assim =)
      Beijoooose eobrigada pelo carinho!

      Excluir