quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Na Estante: Amigas (Im)Perfeitas


Esse foi o quarto livro que eu li na minha maratona (a #24hBDE). De forma geral, esse livro já era muito especial para mim. Ele foi um presente de aniversário que ganhei de uma leitora (a fofíssima Virgínia, ♥) e além de uma dedicatória maravilhosa, ele é também autografado pela autora. Sente só o luxo disso, rs. Tenho gostado muito de chick-lits e li muitas coisas boas sobre o livro, ou seja, fui com as espectativas lá nas alturas. Não vou negar, gostei bastante da história do livro e da narrativa, mas, ao mesmo tempo, achei a história meio lenta e cansativa. Calma, é claro que vou explicar isso melhor para vocês. Enfim, o livro ficou com quatro estrelas e, se você gosta de chick-lits (estilo Sophie Kinsella). Ok, agora vamos focar na resenha, não é mesmo? 

O livro conta a história de três grandes amigas, Nina, Pâmela e Manuela. Todas têm uma vida aparentemente perfeita, mas é só aparente mesmo. Pâmela tem um casamento perfeito, o marido sempre a agrada com jóias e afins e tudo parecia ir muito bem. Manuela, depois de um grande trauma no amor, estava totalmente desacreditada. Nina tinha uma grande lista de homens que não deram certo em sua vida, inclusive, cada um recebia como apelido o nome de algum vilão literário ou cinematográfico. Tudo parecia normal na vida delas, até que que tudo virou de cabeça para baixo. O que estava perfeito se mostrou uma verdadeira bagunça e o que era uma grande bagunça, acabou se mostrando nem tão irreversível assim. Entre fofocas, risadas e uns bons drinks, na noite do batom, as amigas percebem que precisam fazer alguma coisa para resolver tudo isso. Tudo isso acontecendo enquanto dramas surgem até do ralo e amigos e/ou amores do passado reaparecem a todo momento. Não é fácil, mas pelo menos elas podem contar uma com a outra.

"(...) E a tal semana que está começando? E os planos de 
eliminar aquele traste do seu coração?" - Página 149

A história do livro é bem leve e divertida, afinal, que grupo de amigas (de qualquer idade) nunca precisou resolver algum(ns) problema(s)? É muito fácil se identificar com o que as três vivem ou viveram e, mesmo que não se identifique por completo, é ainda mais fácil se colocar no lugar delas. As personagens são verdadeiras e as falas são bem reais. O único problema que senti com a história, e que me fez dar quatro estrelas, é o fato de que quando chega na metade, a história parece que não vai para frente. Eu lia, lia e lia mais um pouco, mas parecia que eu não saia do lugar. Já senti o mesmo com outros livros (incluindo um da Kinsella, rs), mas isso nunca é bom. Como disse ali em cima, é um livro para quem gosta do gênero e para quem adora viver, reviver e aproveitar os dramas que nós sempre criamos. As risadas são garantidas e acredito que o problema que senti (que acebi de comentar) só tenha ficado mais forte porque li o livro no meio de uma maratona, ou seja, estava cansada, rs.

Amigas (Im)Perfeitas
Leila Rego
Editora: Gutenberg
Páginas: 391
Skoob do Livro.
Meu Skoob.

4 comentários:

  1. Parece que este é um livro bom de ler, mas como você mencionou, é sempre difícil quando lemos, lemos e não saímos do lugar. Boa resenha ^^

    palavrasviajandoem.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história é um amor, mas, realmente, é muito complicado quando isso acontece =/
      Obrigada!!

      Excluir
  2. Oi, Iza!
    Esse livro me lembrou do meu grupo de amigas da época de escola e dos dramas que precisávamos resolver de vez em quando, rs. Hoje em dia, a proporção dos problemas é outra, mas sempre posso contar com as amizades mais próximas.
    Beijão
    P.S: Tem promoção de Top Comentarista rolando no blog, confere lá!
    http://www.moleca20.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Isso realmente fico em minha cabeça enquanto eu lia! =)

      Excluir