sábado, 16 de janeiro de 2016

Na Estante: After


E lá vem a última resenha ligada a minha maratona de vinte e quatro horas (a #24hBDE), yay! Se eu já estava casanda lendo o sexto livro dessa maratona, imagina esse que foi o sétimo. Eu estava acabada, mas sabia que ainda tinha tempo e que conseguia. Na verdade, se eu não tivesse tirado um cochilo (quase um coma) eu teria lido mais, mas foco, rs. Escolhi esse livro para terminar a maratona porque ele era, simplesmente, o mais pedido desse blog. Tipo assim, sério mesmo. Se você entrasse no meu instagram tinha gente pedindo para eu ler por lá. Aí você ia na página do blog e boom! Tinha lá também. No twitter? Claro. No facebook pessoal? Também. Até no Snapchat teve pedidos, rs. Eu estava com o pé atrás, não vou negar, mas fui bem tolinha de ficar assim, porque esse livro foi feito para mim (não no nível Belo Desastre de amor, mas vocês vão entender, rs). Ele era uma fanfic (eu escrevi fics por seis anos) e ele é um new adult clichê (de raiz). Tudo nele grita o que eu gosto e é exatamente por isso que ele levou cinco estrelinhas (na verdade, quatro e meio, mas não te como dar essa nota no skoob, rs). Claro, teve uma coisa ou outra que não gostei, mas vocês vão entender já-já. Antes disso, vamos focar na resenha, não é mesmo?

Tessa é clássica menina do interior que leva a vida como a mãe acredita que deve ser. Como ela vê o mundo, o modo como se veste e até a relação com seu namorado, Noah, são coisas bem delineadas pelo pensamento de sua mãe. E é exatamente aí nessa bagunça que, aos dezoito anos, ela entra para a faculdade. Ela acreditava que conseguiria manter tudo que sempre acreditou que era certo, mas não esperava que logo de cara sua colega de quarto seria completamente maluca e teria os amigos mais doidos de todo o campus. Um desses amigos, inclusive, acaba balançando todo o mundo perfeito dela, Hardin. O bad-boy do lugar que não consegue parar com menos de uma menina por semana e que, é claro, destrói corações por onde passa. A ligação é instantânea, mas nenhum dos dois quer ser render, por motivos óbvios. Ela tem namorado e ele, bom, não quer ter uma.

"A única certeza que tenho é de que minha vida e meu coração 
nunca mais serão os mesmos depois de Hardin." - Página 8

Hardin consegue afastar tudo e todos que não quer em sua vida, mas ele tem uma grande dificuldade em fazer isso com Tessa, porque bem no fundo não quer fazer isso. Ela é novidade demais, impossível até de acreditar que uma pessoa com ela existe. Mesmo com a idade que tem e namorado desde muito nova, ela nunca experimentou nem um terço do ele poderia oferecer. Mas será que acabar com um namoro de anos valeria a pena? Ainda mais sabendo que o garoto não é exatamente o que chamamos de perfeito e que, para completar, carrega uma bagagem bem pesada de problema pessoais. Tessa sente necessidade de se entregar, mas será que é possível fazer isso sem se machucar? 

Li muitas críticas negativas sobre o livro e, ao mesmo tempo, muitas outras positivas. É exatamente por isso que estava com o pé atrás, mas como sei que nunca devemos confiar totalmente na opinião alheia (principalmente de pessoas que não conhecemos haha porque se conhecemos o gosto é mais confiável, rs) eu precisava ler e descobrir o que iria achar. Não é o fim do mundo que muitas pessoas descreveram, mas até entendo o que levou as pessoas a pensarem isso. Tessa é uma personagem completamente dada. Ela não consegue muito bem pensar por si própria e acaba se entregando de uma forma muito maluca para o outro personagem principal. Hardin, bom, ele é o clássico personagem de new adult clichê, sem tirar nem pôr. Se tem uma coisa que aprendi na faculdade e nesses anos de blog é que quando você vai ler um livro você precisa acreditar nele. Pelo jeito, muita gente se esquece disso e é exatamente por isso que criticam tanto (o problema não está em não gostar, está em não dar uma chance e, pior, em criticar quem gosta). O fato é que se você vai ler uma história você precisa acreditar que ela é real, só assim você vai entender de verdade ela (aí sim você tem todo o direito de gostar o não). É como se uma pessoa fosse ler Harry Potter falando a cada duas páginas que não acredita em magia.

Enfim, o livro é visivelmente uma adaptação de fanfic e posso mesmo falar isso, porque como comentei já escrevi muitas e sei de várias coisas que fazem de um texto uma fic. O modo como os capítulos terminam, as tretas para prenderem os leitores e, claro, o modo de descrever um romance (que nesse livro é mais sexo, mas ok). Isso não me incomodou, na verdade, achei divertido, O problema, que me deixou meio bléh foi o fato de que alguns dos capítulos são ridiculamente curtos. Parece bobeira, e é, mas isso me deixou louca. Tem capítulo de uma única página, cortava a história e eu pirava (isso pode ter sido efeito da maratona haha). O livro ficou um pouco cansativo no meio, mas a história é tão agitada que logo passou. Indico o livro para quem gosta de new adults do jeitinho que eles são. Tem muito palavrão, bebida, festas e, claro, sexo. Aviso dado. Para quem é fã de 1D é um prato feito, porque ainda dá, facilmente, para reconhecer os personagens e olha que nem sou fã! rs

After
Autora: Anna Todd
Editora: Paralela
Páginas: 524
Skoob do Livro.
Meu Skoob.

2 comentários:

  1. Um dos melhores fanfics que eu já li. A estória de Hardin e Tessa me emocionam sempre que leio uma resenha positiva como essa. E fui igual a você, eu só tirei me aquietei quando li toda a série de livros, e ainda estou lendo. Eu gosto de livros assim, mesmo que as estórias sejam bobas e forçadas em alguns pontos como no romance entre eles dois. Mas... O que mais gosto é o desenrolar das personagens secundárias.

    http://www.osnosdarede.com/

    Beijos e mt boa tua resenha!

    ResponderExcluir