quinta-feira, 14 de julho de 2016

Porque Eu Quis


Eu não sumi, eu juro (rs). Para quem não acompanha o blog nas redes sociais, vim aqui me explicar um pouco e conversar. Eu me mudei. Mas dessa vez não foi só de apartamento, eu resolvi ser bem radical mesmo. Eu terminei a faculdade, eu mudei de cidade e de emprego também. Uau. E isso tudo em menos de um mês (hehe). E foi nesse meio aí que eu vi um vídeo da maravilhosa JoutJout. Um vídeo bem simples, mas que se encaixou perfeitamente no que eu estava vivendo (e ainda estou) e no que eu queria responder para muita gente. Vamos por partes, assim eu juro que toda essa loucura vai fazer sentido, ou quase isso, afinal, vocês me conhecem. Quando eu mudei de cidade, como comentei ali em cima, eu, na verdade, voltei para a minha cidade natal. Não estou morando com os meus pais, por mais que tenha almoçado lá todo dia (hehe), eu aluguei um apartamento e estou vivendo da mesma forma que vivia na outra cidade, só que agora tenho meus pais pertinho (rs). E é aí que começa a treta toda. Afinal, na cabeça de muita gente, inclusive, antigamente na minha também, voltar para a cidade natal depois da faculdade é um grande passo para trás e uma grande derrota. Oi?

Em primeiro lugar, eu escolhi voltar. Tinha vários opções, mas aqui me pareceu melhor e já cheguei aqui com um emprego garantido. Não foi um passo para trás, foram dois grandes pulos para frente. Eu vejo um mundo de oportunidades legais aqui para mim e para o que gosto de fazer. Não tive dúvidas. Ok. E onde entra toda a filosofia que a JoutJout falou no vídeo citado? Bem aqui. Porque recebi muitas perguntas (de pessoa próximas e de pessoas que nem conheço) querendo entender o motivo de eu ter voltado. O problema é que a resposta verdadeira (porque eu quis) soa muito sem educação na nossa sociedade. A gente meio que já espera uma coisa mais completa, tipo quando estamos fazendo uma prova e o professor pede uma resposta completa e com justificativa. Izabela, por que você voltou para a sua cidade natal? Bom, foi porque eu quis. 

Muitas vezes nossas escolhas parecem fracas, só porque não temos algo (considerado) forte por trás motivando tudo. Mas, hey, a vontade de cada um já é forte o suficiente. Nem tudo precisa ter um mar de justificativas. Hoje faz exatamente uma semana que estou morando no meu apartamento novo e a cada segundo eu tenho mais certeza de que fiz a escolha certa e todos os momentos, bem antes de vir para cá, que tive dúvidas do que estava fazendo foram porque alguém chegou e começou a fazer um mundo de perguntas. Nossa, mas você vai mesmo para uma cidade tão pequena? Você não queria o mundo? Você não queria trabalhar com turismo? Você não queria viajar mais? Você não ia fazer aquilo? Ou aquela outra coisa lá? Desistiu foi?

Eu quis. Eu não desisti dos meus sonhos, nem perto disso. Na verdade, cada dia mais acredito nos meus sonhos, mas eu preciso ter um pé no chão também. Eu ainda quero viajar o mundo, ainda quero trabalhar com turismo e todas as outras coisas, mas antes quero ter certeza de que posso fazer isso sem medo de ser feliz. Tendo um emprego e pagando minhas contas sozinha. Ah. E quem foi que disse que cidade pequena é algo ruim? Eu estava morando em uma cidade maior, não posso negar, e cheia de facilidades, mas que também estava me deixando com medo de sair de casa por conta de assaltos (foram quatro na porta da minha casa em menos de um mês e mais alguns dentro da própria faculdade enquanto eu estava lá). Aqui estou me sentindo mais leve, já saí com amigos e voltei tarde tranquilamente para meu apartamento. Não que aqui não tenha problemas, mas não é algo que me faça mal, como estava fazendo.

No final das contas, parece que fiz o exato contrário do que falei no começo, não é? Me justifiquei (hehe). Se isso faz algumas pessoas se sentirem mais tranquilas sobre as minhas (oi?) escolhas, aí está. Sigo com o pensamento de que tudo que tenho feito nessas últimas semanas foi porque eu quis e isso é fantástico. Tenho vinte e dois anos e acredito que já alcancei coisas fantásticas com a idade que tenho. Se está dando certo para que mudar? Faça sempre o que seu coração mandar e nunca se preocupe em ter de justificar suas escolhas, afinal, elas são suas.

6 comentários:

  1. Simplesmente incrível!! Parabéns pelo texto ❤

    ResponderExcluir
  2. Seus textos, eu já disse o quão amo sua escrita? Se não, fica aqui a minha admiração!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela coragem em ser diferente de tudo que as pessoas acham que é certo. Parabéns pela escrita dos textos, são sempre inspiradores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahn, isso realmente significa muito para mim, xuxu! =)

      Excluir