quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Open Up Your Heart and Let the Memories Begin!


Enquanto vocês estão lendo esse texto eu estou de um lado para o outro arrumando as minhas coisas, que não são poucas haha, isso tudo porque eu mudei durante esse final de semana (a foto aí de cima é do começo de julho). Não, eu não dei alok e larguei a faculdade, rs. Nem vou mudar de cidade (por enquanto), na realidade, nem de rua eu mudei. Fui para outro apartamento e no meio dessa bagunça toda eu me vi em uma situação que já escrevi muitas vezes para algumas personagens minhas. Estou no meio de várias caixas olhando para um quarto basicamente vazio. Um quarto que, por quase três anos, rendeu memórias maravilhosas. Sempre que uma personagem minha ia se mudar ou algo parecido, eu adorava (e ainda adoro, rs) criar memórias para aquele lugar que ela ia deixar para trás. Aqui estou eu com minhas próprias memórias, não tive que criar nenhuma, todas foram desenhadas e orquestradas por Deus e foram muito importante para minha vida. Quando eu dormi pela primeira vez nesse quarto estava morrendo de medo de um mundo de coisas. Eu estava oficialmente morando sozinha, com apenas dezesste anos, e estava prestes a descobrir e realizar um mundo de sonhos. Só de pensar no mundo de coisas que vivi nesses quase três tenho vontade de ficar sorrindo para sempre. Se minhas personagens merecem quase um capítulo inteiro para relembrar e agrader pelas memórias eu também mereço. Não é bem um capítulo, é minha vida mesmo, mas é o que temos para hoje.

É claro que tive momentos chatos aqui também, esse quarto já me viu chorando de alegria, mas também já me viu bem triste. As duas vezes que descobri que iria para o Walt Disney World eu estava nesse quarto, e sim, eu chorei, de muita felicidade, é claro. Quantos filmes com amigas esse quarto já viu, milhares. Muitas risadas que duraram horas e mais horas, mas também ele já ouviu muitas conversas sérias regadas a brigadeiro de colher (rs). Já dancei de pijama pelo quarto enquanto devia estar fazendo mala (isso é de lei), já cantei desafinado (muitas vezes) na frente do espelho e escrevi mais de sete histórias originais nesse mesmo quarto. Já gritei pro nada quando estava com raiva, já chorei no estilo drama americano escorregando minhas costas na porta, já ri tanto que minha barriga ficou doendo. Aqui dentro também ouvi de uma amiga que ela estava esperando um bebê (coisa que era o maior sonho da vida dela), já fui convidada para ser madrinha de um casamento (e claro, aceitei) e já fiquei um dia inteiro deitada vendo maratona de caçadores de mitos. Foi nesse quarto que eu percebi que queria virar monitora/guia Disney e que aprendi que para um sonhor virar realizade basta irmos buscá-lo com muita fé e garra. 

Mas nem tudo é sempre como queremos e por conta disso eu deixei esse quarto para trás, mas como vocês perceberam, sem deixar junto as memórias. Essas vão comigo, sempre. O motivo de eu etr me mudado é apenas um detalhe, de verdade, não é o principal aqui. Agora estou começando uma nova parte dessa fase da minha vida (universitária). Espero que esse meu quarto novo entenda que minhas expectativas são bem altas, afinal o que deixei me rendeu memórias únicas e lindas. Uma das minhas músicas favoritas (Disney, rs) fala que todos os dias podemos ter uma nova lembrança favorita, só precisamos abrir o coração para isso. Espero que peguem o recado e que acompanhem aqui no blog comigo as novas lembranças e memórias que vou criando aos poucos nesse lugar novo. E para meu quarto antigo, obrigada. E não conte para ninguém, por favor, o quão desafinada eu sou enquanto canto na frente do espelho. Obrigada.

4 comentários:

  1. Te indiquei numa tag no meu blog, que tal? ;)
    p.s: o post vai ao ar domingo
    beijos
    iza
    http://meninaforadeserie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, quando eu tinha olhado ainda não tinha ido ao ar, isso explica MUITA coisa haha :D

      Excluir