terça-feira, 3 de março de 2015

Enrolando? Eu? Imagina!


Sabe quando você tem uma coisa muito chata para fazer e começa a achar outras coisas – algumas até que, normalmente, são chatas – mais legais? Seja um trabalho da escola ou da faculdade, uma louça gigante te esperando na pia, um cômodo esperando para ser limpo, um livro que não está te agradando ou até mesmo um evento que você nem está assim tão animado para ir. É sério, do nada tudo a sua volta parece muito mais interessante e único que o que você precisa fazer. Digamos assim, hipoteticamente falando, que você tem um resumo para terminar, mas o texto está bem chato e você não está conseguindo se concentrar, mas você sabe que precisa terminar. No momento que você levanta a cabeça para respirar um pouco (de ar livre de texto chato) você percebe um pouco de pó na sua estante. O que é mais importante? Limpar o pó na estante, que pode muito bem esperar, ou terminar de fazer o resumo? É claro que é limpar o pó, ou pelo menos é o que a sua cabeça faz você acreditar. Quando você se dá conta do que está fazendo já tirou todos os livros da sua estante e está limpando um por um com um paninho delicado. Ok, você pensa, nem deve levar muito tempo. Aí você acorda do transe, mais uma vez, e percebe que agora está arrumando a estante pela ordem alfabética das editoras. Isso é errado, muito errado. Eu devia estar escrevendo um resumo e, espera, como que um livro da Editora Atria está atrás de um da Editora Fundamento? Está errado, meu Deus, tudo errado! Preciso arrumar essa prateleira de novo. Ok, eu nem tinha nada para fazer mesmo... Ah. Meu. Deus! O resumo. O que eu estou fazendo? Quem eu estou enganando? Ok, a estante fica para depois. Não, se eu comecei, preciso terminar, mas depois eu vou voltar para o resumo e só paro quando escrever o último ponto final. Estante pronta, hora de voltar o foco para o que é certo, né? Não.

Respira fundo, hora de voltar para o texto. Onde eu estava mesmo? Não lembro e parece que ainda não li nada disso. Vou ter que voltar para o começo, que ódio. Porque dezesseis páginas de um livro passam tão rapidamente e exatamente dezesseis páginas de um texto de faculdade demoram tanto para passar? Isso faz parte de alguma lei da física, porque, assim, sou de humanas e não entendo essas coisas. Ok, como eu parei na quinta linha do texto se eu não lembro o que as outras quatro falam? Já sei, preciso é tomar uma banho. Vai me relaxar e eu vou conseguir ler isso em dois minutos. Como eu não tinha pensado nisso antes? Hora do banho! Meu Deus, o banheiro está tão bagunçado. Será que tenho tempo para arrumar essa pia? Claro que tenho, não vai levar nem um minuto e já estou entrando no banho e... Terminei. Viu? Só levou... Uma hora? Como assim eu fiquei uma hora dentro desse banheiro? Por algum acaso meu box virou uma máquina do tempo? O texto! Ah, como sou tola. Essa hora já passou, preciso voltar logo para aquele texto. Primeira linha... Segunda linha... Quarta página... Quinta página... Quinta página... Quinta página... Eu estou dormindo? Acorda! Hey, cérebro não tinha uma outra hora para ficar com sono não? Isso está virando uma palhaçada. Já sei! Café. Como não tinha pensando ainda naquele líquido dos deuses que, magicamente, te acorda? Se eu podia estar lendo enquanto espero a água ferver? Claro... Que não. Olha essa louça, como eu estava conseguindo viver sabendo que tinha essa pilha de louça aqui na pia? Tudo limpo, café pronto e lá se foi mais uma hora. Hora de voltar para o quarto e... Aquele ali é o meu CD do The Sims? Acabou. É isso, eu não tenho jeito. Preciso esquecer de tudo, eu disse tudo. Já tomei duas xícaras de café, se isso não me segurar nada mais segura. Onde estava mesmo? Quinta página? Acho que não li nada disso, vamos voltar para a quarta que fica tudo bem. Sexta página... Oitava página... Décima página... Nossa, minha unha está horrível. Será que consigo fazer a unha e ler ao mesmo tempo? Claro... Que sim. Perfeito, esse azul é lindo. Agora sim minha unha está apresentável. Não consegui ler, ou eu concentrava na unha ou na página, mas agora terminei e vai ficar tudo bem. Ou não. Minha unha ainda não secou, acho que vou ver algum vídeo no youtube enquanto espero. Gente, quantos dias fiquei fora? Como assim que todos os canais que sou inscrita resolveram postar vídeo hoje. Vou assistir só um, depois vejo os outros e... Estou vendo o quinto seguido. 

Para! Para tudo! Para! Eu disse PARA! Sua unha já está seca, você já tomou café e arrumou a cozinha, sem esquecer que tomou banho e arrumou o banheiro também e, é claro, a estante agora está arrumada pela ordem alfabética das editoras. Já deu. Volta agora para o texto e escreva já seu resumo. Essa é a minha consciência falando, nossa, bem que eu podia ter um Grilo Falante, tipo o Pinóquio, né? Foco! Ok, só vou olhar as horas no meu celular e... Olha, alguém postou uma foto nova no instagram e no snapchat. Isso é uma notificação nova no meu facebook? Preciso ver. Não precisa nada não! Gritou a consciência. Espera, minha consciência não fala assim, sera que estou falando sozinha e ainda ouvindo vozes? Isso não parece bom. O texto, criatura, leia o texto! A consciência grita mais uma vez. Ok, estou maluca de vez, mas se já sou um caso perdido vou, pelo menos, ser um caso perdido com um diploma, vamos ler o texto e... Um Caso Perdido. Esse livro é tão maravilho, mas estou gostando mais de Maybe Someday, que é da mesma autora, sabe? Foca na porcaria do texto, menina! A voz grita mais uma vez na minha cabeça. Ok, consciência querida do meu coração, já entendi. Página onze... Treze... Dezesseis e terminei. Agora preciso escrever o resumo e... Terminei. Era isso? Só isso? Porque não fiz de uma vez? Meu Deus, preciso aprender a enrolar menos. Eu podia ter terminado isso umas três horas atrás.

Esse texto pode (ou não!) ter sido escrito enquanto eu enrolava para escrever um resumo de um texto da faculdade de – adivinha – dezesseis páginas, rs.

8 comentários:

  1. amei o texto Iza, é bem assim mesmo, hehueheuehu eu preciso parar com essa coisa de ficar checando as redes sociais quando tenho coisas da escola para fazer..;;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Amanda!! <3
      Exatamente, também faço isso direto hahaha

      Excluir
  2. Ain é tão eu. Minha vida se resume á procrastinar!!! Que tenso!!! kkk', adorei o post. Super beijo'

    http://fernandaconversandosobretudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado, xuxu!! =)

      Beijos

      Excluir
  3. Tão eu kkkkkk. Isso acontece comigo na maioria das vezes, tento,mas tem coisas para estudar que não entra na minha cabeça de jeito nenhum e fico arrumando milhões de coisas para fazer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que todos nós temos um lado assim, né? rs
      Sempre faço isso, preciso mudar haha

      Excluir
  4. Isso acontece comigo seeeeeeeeeeeeeeempre, tipo agora que eu devia estar me arrumando para trabalhar, mas estou lendo "só mais um post do seu blog" kkkkkk
    É complicado se concentrar em algo que não queremos, requer muita força de vontade, que eu não tenho por sinal. Não sei porque, mas sempre rio com seus textos, deve ser porque imagino a sua voz quando leio HAHA É isso, vou trabalhar agora. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontece nas melhores famílias! Não se preocupe com isso haha
      Também não tenho (mas estou melhorando muito, não por querer). Fico muito feliz que se divirta, essa é a ideia! <3

      Beijos

      Excluir